:: Rola um e-mail? ::

Perfil, Links e
Outras Paradas


Fotolog
Meia Hora lá em Casa!


Livro de Visitas

Altar







AUGUSTO [dicionário Houaiss]

Acepções
■ adjetivo
1    que merece respeito, reverência; venerável - Ex.: <a. estadista> <a. sentimentos>
2    de grande imponência; magnífico, majestoso, solene - Ex.: <a. ritual> <um perfil a.>
3    sacro, sagrado  - Ex.: a. mistério da reencarnação
4    epíteto us. ao se falar de certos membros de uma família real  - Ex.: o a. príncipe
■ substantivo masculino
5    Rubrica: história - na Roma antiga, título dado a alguns imperadores
6    Rubrica: cronologia. Diacronismo: antigo. - o mês de agosto
7    palhaço coadjuvante

Etimologia
lat. augustus,a,um 'sagrado, consagrado, santo, religioso', de augére 'crescer, prover, munir, elevar a dignidade, glorificar'; ver aug- e agost-

Sinônimos
ver sinonímia de elevado, grandioso e venerável

Antônimos
ver sinonímia de apoucado e canalha


Pra resumir, por falta de um, DOIS retornaram nessa semana. Um, de maneira simples, discreta, quase nada. Outro, com seu jeito de sempre, sorrateiro, temeroso, inseguro...
O que fazer com eles?

"O Palhaço coadjuvante"... Bem significativo, certo, senhor Mercúrio?

Beijos a todos.... saudades

Obs.: Capaz dos leitores atuais não entenderem a piada, mas os antigos...



.: Digo:. às 01h49
_________________________________________________________




Nem eu me aguento!

Acabei de receber uma visita "divina"! Um mórmon passou aqui em casa querendo me oferecer a PALAVRA. Mas, ele era tão bonitinho, que eu NÃO queria a palavra dele. Ele me perguntou se podia entrar... e me falar sobre sua religião, mas não queria isso dele.

E aquele sotaque enrolado "by america"? Uau... bem interessante! [rs] Mas, respirei fundo, agradeci. De qualquer forma, ele levou meu endereço no bolso e disse que volta.

Meu Deus! O que vai acontecer?

obs.: O que é o Dado Dolabella na capa da ISTO É Gente? O garoto tá horrível! Não pela brincadeira de transformá-lo num pseudo-travesti, mas... é porque ficou de mau gosto mesmo. SOCORRO!



.: Digo:. às 11h53
_________________________________________________________




A vida ta confusa. Não! Não to em crise existencial... Apenas, pra variar, meditativo, reflexivo, mas nunca embotado!
Tento entender o “por quê” de certos desafios, mas não entendo!
É normal... Penso eu! As vezes, voltado exclusivamente pro meu umbigo, paro, respiro fundo e lembro que outras pessoas estão passando pela mesma fase que eu... Daí, saio do papel de “coitadinho”, arregaço as mangas e saio pra luta de novo.
Não entendo direito que luta, contra quem, se é que tenho inimigos...
Continuo minha vida, rindo, conversando com os amigos, baladinhas... Nada excepcional, mas sempre sensacional...
Ansiedades, só isso.
Nada demais...

A mais pura verdade é: queria escrever no meu blog [que dia 14 completou 1 ano... E já tenho mais de 2 anos como “blogueiro] e, daí, saiu isso.

Beijos a todos.
Saudades.



.: Digo:. às 16h08
_________________________________________________________




O Digo tá na Mídia e não tá prosa!

Valei-me Deus! Estou numa crise de Pelé, me tratando na terceira pessoa... [rs]

Fiquei sabendo que o programa "Missão MTV" que teve mais IBOPE até hoje foi o que EU participei. Junte-se a isso, o fato de ONTEM o UOL ter publicado um artigo artigo meu. Passei a tarde na FIESP, com direito a uma palestra com o PRESIDENTE da tal instituição.

Ai... Não to na Caras, mas tem foto de um evento produzido por mim lá. Quando saiu? HOJE.

Obrigado Senhor!

Beijos... Digo



.: Digo:. às 23h21
_________________________________________________________




Pois é! Comecei a trabalhar de verdade [desde o dia 19 de julho]. Hora pra entrar, pra sair, patrão paga o almoço, o vale-bumba... Ops! Mas falta uma coisa nessa lista. Mero detalhe!

Mero detalhe o caramba!.... [rs] Mas isso a gente negocia a curto prazo.

To curtindo... Até o momento tem mais coisas boas que ruins. E o resto, entrego no caminho de luz! O que tiver que ser, será!

Beijocas...



.: Digo:. às 22h16
_________________________________________________________




Existe um tempo certo para cada coisa, momento oportuno para cada propósito debaixo do Sol: Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher.
(Eclesiastes 3:1-2)

O destino continua brincando comigo, fazendo com que muitos peguem pra si, o inconformismo que alimento por ele. Ainda estou muito REATIVO e, de acordo com a Cabala [meu mais novo objeto de re-estudo], o que vale é sermos PRÓ-ATIVOS.

Eliminar as armas e armaduras herdadas de “Jorge” é complicado, difícil... Considerando que vivo assim há 27 anos e 5 meses.

Em tese, daqui 150 dias, começa meu retorno de Saturno. Pode ser um pouco depois, de repente, daqui 1 ano e 5 meses. Não sei, mas estou a espera desse danado professor já faz um bocado de tempo. Mas a vida nos ensina: “Tudo tem um tempo!”

A maior delas acontece entre os 28 e 30 anos, o chamado retorno de saturno, quando ele completa sua passagem por todos os signos do zodíaco e volta seu ponto natal.
Nesses momentos, como um grande cobrador, Saturno nos confronta com tudo o que negligenciamos ou nos recusamos a encarar. Nos põe face a face com a realidade, deixando de lado ilusões e fantasias. Ele, Saturno, age como um fiscal.
Se você vive de acordo com seu verdadeiro propósito de vida e de suas motivações, é mais do que ótimo, pois senão você terá o confronto de valores.
Isto é inevitável.

Ontem, papos filosóficos com uma amiga em cafés da cidade [sim, no plural]. Hoje, domingo frio com sol, me pego pensando em tudo isso e em outras tantas coisas, só pra variar. Daqui a pouco, um churrasco na casa da irmã da amiga de uma amiga minha. Um programa de índio, mas que vale pela diversão [ou pela traquinagem].

"E aos 29 com o Retorno de Saturno, decidi, começar a viver"



.: Digo:. às 15h24
_________________________________________________________




A ansiedade está no ar. Todo mundo que está solteiro, de uma forma ou de outra, se incomoda com os milhares de corações que decoram a cidade. O dia dos namorados se aproxima e o coitado do Santo Antônio tem que fazer hora extra.

A frustração também domina alguns, porque queriam passar essa data acompanhados por uma pessoa especial e não tem. Porque queriam estar no clima de romance, característico do mês de junho e não estão.

O desdém também circula pelas avenidas da cidade, assim como pelos olhares e corações de uma parcela de cidadãos solteiros que negam a vontade de ter uma companhia [ou realmente não querem], por estarem cansados de tanta melação [ou de sofrer].

A sabedoria popular diz “quem desdenha quer comprar”. Sou fã confesso desse tipo de conhecimento. “As vezes é melhor estar sozinho mesmo, evitar me envolver porque assim, não tenho amor e carinho, mas também não corro o risco de quebrar a cara e estilhaçar o coração”.

A tristeza também se insinua e tenta se exibir através dos olhos dos recém separados e daqueles que ainda sofrem por antigos amores. As lembranças, as festas juninas em que iam acompanhados com o antigo amor...

Amar é o melhor presente que recebemos, nos faz sentir plenos, maiores e mais próximos de Deus. Mas, num mundo competitivo, perder é imperdoável e, por isso, deixamos de valorizar os prazeres e as alegrias dos momentos passados e só damos vazão as tristezas e frustrações do término.

Namorar, casar, amar não deveria ser uma obrigação e, nem tampouco, pré-requisito para alguém se “achar mais feliz”. Mas não é o que vem acontecendo.

Nessa fase, esteja você sozinho ou acompanhado [seja de uma dor ou de um amor], tente refletir sobre o REAL significado de um relacionamento e sobre o que é AMOR.

Amor é posse? Relacionar-se é abrir mão de si em função do outro? O outro é obrigado a me amar? Posso julgar a pessoa que está comigo por ela não me amar da mesma forma que eu a amo? Até que ponto estou disposto a me envolver num relacionamento?

O amor é generoso e, mesmo que doa, ele nos faz entender a hora de abrir mão de uma relação, afinal de contas, o amor é um sentimento nobre e altivo, não aceita desaforo.

O amor é compreensivo, flexível e inteligente. Ele é paciente, não tem pressa e sabe que a vida tem seus ciclos e, como Eros [um semi deus] morre e volta a nascer n’outro tempo.

O amor não joga e não usa de artimanhas para alcançar um outro amor. Ele é verdadeiro, desarmado e entregue. Desnuda-se sem vergonha e, sem pedir nada em troca, ama amar – e só!

Ninguém precisa de um namorado ou marido para ser feliz ou para ter amor. Mas, admito que todo mundo merece um amor para somar à sua felicidade.

Aos solteiros e aos enamorados, meus sinceros votos de muito AMOR.

* Texto escrito na semana do dia dos namorados, mas é pertinente ao meu momento. Eu acho! [ou não] Ainda não sei bem ao certo.



.: Digo:. às 00h25
_________________________________________________________




E hoje o dia está muito paulistano - frio, garoa fina. Dia propício para letristas e músicos criarem belas músicas de “dor-de-cotovelo”. Aposto [e ganho!] que muitos dos meus conterrâneos estão saudosos, ansiosos ou tristonhos.
Me preparo para festas – duas.

Assumo que estou um tanto quanto preguiçoso. Um dia desse pede cobertor [de lã e de orelha], cama, pipoca e muitas espreguiçadas. Nada mais que isso! Mas o dever me chama.

Amigos, cancerianos amigos meus! Será que um dia vocês deixarão de ser tão carentes assim? São quase como um saco sem fundo!

Fazer o que, né?

Vou me enfeitar, me agasalhar e procurar no coração o melhor sorriso que tiver pra pôr no rosto! Vocês merecem.
Segunda-feira, vida nova pra mim.

E seja o que Deus quiser.
Amém.



.: Digo:. às 14h43
_________________________________________________________




O ser criativo passa, antes de tudo, por um olhar aberto a todas as possibilidades, que busca sorver todas as realidades que um simples instante por oferecer. Num piscar de olhos, o “gancho” para a grande virada pode se perder.

Criatividade não é um dom de poucos escolhidos, pelo contrário! É uma capacidade de que TODOS os humanos possuem. Uns ousam e usam. Outros deixam ali, parada num canto escuro da mente, da garganta ou do coração.

Pra que ser essa tal criatividade? “Deve ser coisa de artista!”. Não é não. O mundo muda rapidamente, a todo instante uma nova verdade é imposta, uma nova realidade é revelada e paradigmas são quebrados.

Encarar essas buscas e frenéticas mudanças é possível, desde que encaradas com flexibilidade, disposição e abertura – de mente e coração.

A vida nos desafia a quebrar tabus, a criar uma nova realidade. Viver como antes, em definitivo, não é possível – ao menos para aqueles que buscam ser felizes!

* texto encontrado no meio da minha bagunça, um rabisco da madrugada.

Beijos...



.: Digo:. às 15h30
_________________________________________________________




 

Café frio num dia como esses que assola São Paulo, não está nos meus planos.
Assim, como não estava nos meus planos ter que ajudar um amigo hiv +. Pus minha boca na xícara e o café está com a temperatura do dia – frio, muito frio.

Oh! Meu amigo, meu querido amigo! Queria tirar essa dor do seu peito, essa britadeira da sua mente, mas o que posso fazer? Dar meu colo, meu carinho e meu abraço forte. Só.

Hoje, queria te dar a Boa Nova, aquela que Cazuza esperou, aquela que o Russo não ouviu, aquela que milhares de pessoas torciam receber e partiram sem ouvir.

Você, força e beleza rara, está aí, forte, belo... Queria saber uma Magia Poderosa, uma mandinga infalível. Mas, não sei! Me desculpa.

A dor da dúvida, o conflito de “contar ou não contar”... Só posso imaginar. Não sei o que é isso. Criança, bebê crescido... O Tio Digo ta aqui.

É bem capaz que você nunca leia esse texto, afinal de contas, nem sabe da existência desse blog, mas queria deixar claro, solto nas ondas dessa rede meu lema de vida.

Prefiro uma verdade que doa a uma mentira que não convença”.

Beijos a todos - Um especial pra você.
Boa Semana pra todos!



.: Digo:. às 16h32
_________________________________________________________




A lágrima correu
Ele nem percebeu
A dor corroia
Ele nada sentia

Ali residia a perda
Naquele ponto estava a queda
Um vôo sem volta
Sem sentido, sem revolta

A morte apareceu
Um anjo lhe acolheu
Uma luz surgiu
O amor reluziu

Um outro estado
Uma nova canção
Não mais cansado
Aberto pra nova emoção

Uma sinfonia
Tudo na mesma sintonia
Desejos da alma
Só o Amor lhe acalma



.: Digo:. às 01h00
_________________________________________________________




A bebida que era fria
Esquentou
O coração que era Verão
O outono apagou
O que era verso, não rimou
A música, o rádio não sintonizou
O desejo diamante
Como vidro se quebrou

Você apareceu
Um sorriso acendeu

O coração iceberg
O Verão aqueceu
A mais bela música
Mesmo velha, a vitrola se lembrou
O que era caco se uniu
Forte, bela e intensa
Sua presença
Minha alma sorriu

Singelo. Pueril. Uma das coisas mais bonitas que já escrevi. Não tem dor, nem sofrimento. Só sentimento.

Beijos a todos



.: Digo:. às 13h43
_________________________________________________________




LUTO

Pelo falecimento de

Laura Prudente da Costa

[a cachorra]



.: Digo:. às 10h00
_________________________________________________________




.: Periféricos :.

1:: Quando eu acho que cansei dessa brincadeira, vejo que tenho mais e mais motivos pra escrever. Nesse exato momento, um monte de nada invade a vida, enquanto territórios alheios estão repletos de campos minados.

2:: Engraçado notar que idade não quer dizer nada! Hoje, vejo uma amiga de quase 50 anos, passando [e sofrendo] coisas que passei [e sofri] há 8 anos atrás. Damos risadas quando “prevejo” o próximo capítulo da história em que ela se enfiou. Depois, querem me dizer que Arquétipo, Inconsciente Coletivo é tudo uma balela, né?

3:: No meio desse monte de nada, desponta o Corcovado. Mais uma vez, o Rio de Janeiro tenta me seduzir com sua geografia sinuosa, com suas praias e belezas.
Que raio eu tenho que aprender?

4:: Acabo de cruzar com o Carlos. Ontem, falei com o Ale [quem segue esse blogueiro desde 2002, sabe quem é essa peça!] e, nada melhor que o tempo. Vi, conversei, abracei e nada! Não, não me espanto por não ter sentido nada. Mas, nada melhor que levar um pé na bunda e, depois de um tempo, se ver melhor e receber elogios de quem um dia te deu um “nem te ligo”.

5:: Aprendi com uma criança o poder do Sagrado Coração. Gosto dele! Um dia vou fazer uma tatoo com esse símbolo.

Beijocas e bom Final de Semana a todos!



.: Digo:. às 02h22
_________________________________________________________




Era 1992 e eu estava no Primeiro Colegial. Pedi pro meu anjo da guarda usar músicas do CAZUZA como código. Sim! Como código! Toda vez que ele precisasse me dizer alguma coisa, me faria ouvir Cazuza. Claro que nesse caso, não valeria situações forçadas, só valeria “Cazuza ao Acaso”.

No dia seguinte, cheguei no colégio e a Francis Yoshida [alguém pode me dizer por onde anda essa mulher?] me deu um recorte da CAPRICHO com uma foto do Caju e a letra “Ideologia”. O acordo estava selado!

Ao chegar na sala de aula, a Fabiana que sentava atrás de mim perguntou: “Tem uma revista aqui embaixo da minha carteira. Alguém quer?”. Não me movi, só pus o braço pra trás e respondi: “Eu quero!”. Quando pus meus olhos na revista, quase não acreditei. Era a revista Manchete Especial, publicada após o falecimento do Cazuza.
Pirei!

Não to contando isso pra falar dos Anjos. Sim! Acredito em Anjos, Arcanjos e em todas as forças Dévicas do mundo. Talvez eu pudesse aproveitar o post e usá-lo como gancho pra falar do meu lado marginal, da minha paixão por becos, pela boemia e pela vida dos artistas “malditos” – sou meio assim [assado, cozido e frito!].

Mas, ta sendo tão difícil ver todo mundo falar do filme “Cazuza – O tempo não para”... Ver a Lucinha, toda hora dando entrevistas, é tão dolorido! É esquisito. Muito. Não consigo ouvir mais meus cds do Cazuza – isso faz anos. Vez ou outra, ponho o danado pra cantar, dou risada, penso nele, mas depois... Sinto saudades de algo e de alguém que nem conheci.

Acho que já falei disso aqui... Achei que ele não ia morrer! [post:: 09.abril.04]

Não tenho motivos lógicos pra ficar assim. Mas, é algo que nem eu entendo!

::Pensamentos Musicados::

Azul e Amarelo [Cazuza, Lobão e Cartola]

Anjo bom, anjo mau, Anjos existem / E são meus inimigos, e são amigos meus / E as fadas, as fadas também existem / São minhas namoradas, me beijam pela manhã / Gnomos existem e são minha escolta / Anjos, gnomos, amigos, amigos, / Tudo é possível  uma vida futura, passada / Existem também drogas pra dormir / E ver os perigos no meio do mar / O sono pesado, tudo meio drogado / Existem pessoas turvas, pessoas que gostam / E eu estou de azul e amarelo / De azul e amarelo / Senhores deuses me protejam, de tanta mágoa / Estou pronto para ir ao teu encontro, senhor / Mas não quero, não vou, eu  não quero / Não quero, não vou eu não quero / Existem também drogas pra dormir e ver os perigos...

Beijos...



.: Digo:. às 23h58
_________________________________________________________


::Arquivo::

01/09/2004 a 30/09/2004
01/08/2004 a 31/08/2004
01/07/2004 a 31/07/2004
01/06/2004 a 30/06/2004
01/05/2004 a 31/05/2004
01/04/2004 a 30/04/2004
01/03/2004 a 31/03/2004
01/02/2004 a 29/02/2004